Salvador, 23 de Agosto de 2014
Winamp windows Media Player Real Player QuickTime
Baixar na App Store
Galaticos Online

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Auditado pelo IVC

Maurício Barbosa: não passamos uma reunião sequer discutindo subsídios

Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews) - 19 de Março de 2014 - 09h09

  • 3


O secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, disse que usar a questão da incorporação das gratificações como motivo para uma greve de policiais militares na Bahia é criar um factóide para justificar o movimento, já que a questão não foi debatida durante os sete meses de reuniões no grupo de trabalho. 

"Ficam criando factoides para que se desestabilize o clima de confiança. Temos todas as atas das reuniões e podemos provar que não gastamos uma sequer discutindo a questão dos subsídios. Foi me entregue uma minuta, de forma extemporânea, mas isso nunca foi tratado por eles como tema principal", disse Barbosa, em entrevista à Rádio Metrópole, nesta manhã. Segundo ele, a questão principal apontada pelos policiais sempre foi o descontentamento com relação à carreira e foi com isso que se gastou a maior parte das reuniões.

"Quem vende essa ideia, temos as atas para provar o contrário. Incorporação das gratificações não estava na pauta. Não somos contra, mas não tivemos tempo pra discutir isso". O secretário também defendeu a maior parte dos policiais, acusando algumas lideranças, sem citar nomes. "A gente sabe que o caos e a baderna interessa a pouquíssimas pessoas nesse processo".

O resultado das reuniões deve ser entregue a governador do estado em 10 de abril e, segundo o secretário, há duas semanas do processo finalizar, as lideranças do movimento continuam entregando sugestões. "É preciso ter responsabilidade e maturidade. Antes de tomarmos medidas mais enérgicas, estamos esgotando as vias diplomáticas. Há 7 meses dialogando", completou o secretário, citando as críticas que recebeu durante a greve de 2012, quando foi acusado de não dialogar com os policiais.

3 Comentários

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

  • Adnei Lordelo

    22 de Março de 2014

    "Por que ninguém defende a PMBA? A Lei proíbe a polícia de fazer greve, mas ela não obriga o Estado a remunerar bem a categoria.O Juiz ganha bem, o Promotor ganha bem, o Delegado ganha bem, todos tem plano de carreira, o PM ganha uma esmola e não tem plano de carreira. Quero ver em qual das categorias citadas alguém leva 25 anos sem promoção na carreira. São os policiais que trabalham nas ruas e prendem os marginais que os outros membros da Justiça vão julgar, sem eles a Justiça não funciona."

  • Moises ferreira Lima

    19 de Março de 2014

    "Esse governo é graça,ele diz que determinou a criação de uma equipe de modernização, ele foi pressionado pela categoria, ele quer falar sobre aumento? estou a 3 meses sem meu aumento, 01 de janeiro é data base da categoria eai? tudo já aumentou, escola, plano de saúde, cesta básica, etc etc, eai como fica? ano passado ele deu o aumento em junho, e apenas uma parte pois dividiu. queremos respeito JW. "

  • M. SILVA

    19 de Março de 2014

    "SERÁ QUE ELE SABE O QUE SIGNIFICA SUBSIDIO? EU ACHO QUE ELE ENTENDE MESMO E DE CONVERSA."

Relacionadas

  • Auditado pelo IVC